sábado, 24 de abril de 2010

Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor

Olá Amiguinhos
Na sexta-feira, dia 23 de Abril, na nossa escola, PARÁMOS TODOS!!!!
É verdade....às 10 horas em ponto, ouviram-se várias tentativas de uma apitadela ensurdecedora que desse início à Paragem para a Leitura para festejarmos o Dia Mundial do Livro e dos Direitos de Autor.
Assistentes Operacionais, Alunos e Professores, todos os que estavam na escola, tiraram o seu livro da mala e iniciaram a sua leitura.
Esta iniciativa pretende que os alunos percebam que ler é uma aventura sem fim, como dizia a escritora de quem gostamos muito, Luísa Ducla Soares. Todas as turmas de primeiro ciclo estavam muito concentradas a lerem os seus livros. Que imagens deliciosas!
Sala 6 - Professor Francisco

Sala 7 - Professora Lúcia

Sala 1- Professora Susana

Sala 2 - Professora Vera

Sala 3 - Professora Cristina Quitério

Sala 4 - Professora Carla

Sala 5 - Professora Eulália

Sala do Apoio Educativo - Professora Cristina Gonçalves
No Jardim de Infância, a leitura também esteve presente, mas esteve a cargo das Educadoras que leram uma história aos seus meninos.
Sala Amarela - Educadora Susana e Auxiliar Clara

Sala Verde - Educadora Margarida e Auxiliar Marinela

Sala Azul - Educadora Carla

Auxiliar Maria João
A mãe Diamantina também se deslocou à escola para proporcionar aos meninos da Sala Encarnada, onde tem a sua filha, um momento bem interessante. Foi ela que leu na Sala Encarnada e todos os meninos, a Educadora Leonor e a Auxiliar Sónia ouviram com atenção a sua história.
Para inspiração de todos, o Folhas deixa-vos um poema sobre o livro.


Abre-se o livro
Em qualquer página
E cabe nele um dia ou um ano,
Cabe nele a sabedoria,
O romance e a poesia,
Cabe nele o conhecimento
E a luz que nem do pensamento;
Cabe nele tudo o que somos,
Desde que gostemos de ler,
Porque ler é aprender
Sendo também liberdade e prazer;
Cabe nele o mundo inteiro,
Escrito em computador
Ou com a tinta de um tinteiro
E de tudo isso falará neste dia
O leitor verdadeiro,
Que do livro, por ser livre,
Será sempre amigo e companheiro.
Autor Desconhecido

Sem comentários: