terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Poemas do Dia dos Namorados... e outros!

Sala 2


Ora muito bem!
O Folhas decidiu que esta notícia tinha que começar assim,
com uma imagem de um lencinho dos namorados,
que é trabalho de artesanato português.

Estes lencinhos têm uma característica muito engraçada:
quem os bordava por vezes não tinha
muitos conhecimentos
de escrever em português correcto,
então escrevia como falava!

E, como estes lencinhos
são originários de uma região de Portugal
em que, a falar, se trocam os "v" pelos "b"...

Para quem quiser saber mais
sobre esta linda tradição do nosso povo clique aqui e aqui

DESAFIO DO FOLHAS:
Quem consegue enviar uma mensagem (nos comentários)
aqui para esta notícia
escrevendo a frase deste lencinho sem erros?



Amiguinhos,

O Folhas e a Ana não têm palavras!

Deliciem-se com esta maravilhosa colectânea de poemas que nos oferece a Sala 2!

E apreciem também as ilustrações dos nossos pequenos-GRANDES artistas desta sala!


 

A POESIA ESTÁ NO AR!!!



Dia dos namorados
Neste dia fazem-se juras
Declara-se toda a paixão
Todas as pessoas são puras
Rendem-se aos sentimentos e à emoção.
Mariana Russo


 


O Coração
O coração tem amor
E também tem histórias
Às vezes tem dor
E outras tem memórias.
Sara Vivas


 


Amor
O amor é lindo
E faz-nos sentir bem
Quando estou sorrindo
Quero que fique tudo bem.

Quando o amor acaba,
Fico triste e choro
Porque não tenho nada
E porque a adoro.
Miguel Cardoso




 
Voa, voa...
Voa, voa passarinho voa
Leva esta bela flor.
Voa, voa até Lisboa
Vai levá-la ao meu amor
Sinto-me a navegar
Perde-se por ti meu coração
Nos teus olhos, cor de mar,
Arde uma intensa paixão.
Afonso Fernandes




Eu gosto
Eu gosto de brincar
Porque a vida é bela
Contigo quero estar
Como os anões e a Cinderela
Eu gosto de brincar
Como qualquer criança
Sem ti não posso estar
Nem que seja em lembrança…
João Pedro Lopo



 

Gosto de ti
Gosto de ti porque gosto
Gosto de ti porque sim
Gosto de ti porque aposto
Que também gostas de mim
Gosto muito de ti
Porque és meu amigo
Faço tudo por ti
Estarei sempre contigo.
Juliana Borges



 

Uma flor
Uma flor no jardim
Uma estrela no mar
Um ramo de jasmim
Para te dar.
Ana Tarrason


Gosto de flores
Rosas, cravos e mimosas
Todas têm muitas cores
Todas são muito cheirosas.
Ana Tarrason





Quadras à amizade

As escadas da escola
São para subir e descer
Mas a amizade de um amigo
É para nunca esquecer

Até a rosa mais bela
Um dia murchará
Mas a amizade sincera
Jamais terminará.
Matilde Borlido




 

Os animais
Os animais
O leão é feroz
O tigre também
Ambos têm voz
E correm muito bem.
Tiago Gil





O futebol
No futebol os jogos são difíceis
Difíceis de ganhar
Mas mesmo assim
Não deixo de jogar!

No futebol há golos
Difíceis de marcar
Mas eu nunca desisto
De tentar ganhar.
Sandro Cunha





Castelos de areia
Fazia castelos na areia
Quando encontrei no chão
A moedinha da sorte
Que apertei bem na mão.
Assim feliz saí gritando
Quis tantas coisas comprar…
E lá na areia deitei-me
Somente para pensar.
Eliana Bernardino




 
O mar azul
Nesse mar não há só peixes
Também há cavalos-marinhos
Não faz mal, não te queixes
Vai andar com os cavalinhos.
Alexandre Mendes




 

Eu gostava...
Eu gostava muito de ter um cão
Era o maior sonho da minha vida
Mas a minha mãe diz sempre que não!
Ela não está a ser nada querida

Vou ter de me esforçar mais
Para a tentar convencer
Eu gosto muito de animais
E mais que tudo um cão quero ter.
Gonçalo Tiago





A Rosita
Eu tenho uma boneca
Que é muito bonita
Ela não é careca
Baptizei-a de Rosita.

Chama-se Rosita porque é toda cor-de-rosa
É muito inteligente e cheirosa.
Quando vou para a Escola fica sentada
Sempre à minha espera, que amiga engraçada!
Maria Inês de Jesus




Eu gosto do verão  
Eu gosto do verão tempo de calor muito sol e passear com o cão.
Na praia temos que ter muito cuidado, se não apanhamos um escaldão
Já dizem os médicos na televisão.
Pedro Covas





Mãe e Pai

Mãe e Pai amo-vos
A minha mãe eu vou amar
Mesmo quando ela se chatear
Sei que ficará sempre tudo bem
Porque é a minha mãe.

O meu pai eu vou adorar
Quando ele me abraçar
Mesmo quando se zangar
Eu sei que tudo vai melhorar.
Alexandre Félix





LINDO!
Parabéns! A todos!
O Folhas e a Ana
já leram estes poemas
trezentos triliões de vezes...
... e não se cansam!

8 comentários:

voo do tapete disse...

Queridos amiguinhos e amiguinhas da Sala 2, o Folhas está FELIZ com estes trabalhos que fizeram, tanto as palavras lindas que saíram de dentro de vós em forma de poemas, como as imagens maravilhosas que saíram dos biquinhos dos lápis, ao sabor da vossa imaginação!

Continuem a escrever! E a desenhar!

Mil beijinhos do Folhas para todos

E, já agora, PARABÉNS à professora Liliana, que deve estar orgulhosa dos seus alunos! :)

Galega Encarnada disse...

Que lindo que estão!!! Parabéns a todos e, perdoem-me os restantes, ao Afonso, ao Alexandre Félix, ao Sandro Cunha, à Sara Vivas ... que foram meus alunos. Um beijinho especial para estes e para todos os outros eu envio um grande beijo também e outro para a professora Eliane.
Para vós também, Folhas e Ana, claro, porque é através daqui que mais rapidamente sei as coisas fantásticas que os meninos das outras salas vão fazendo.
Leonor, educadora Sala Encarnada

Anónimo disse...

Quem será, quem será?


Amigos da Sala 2,

Vejam lá se adivinham quem foi que vos escreveu esta "prenda de palavras"? Ora leiam:


Neste "Dia dos Namorados"
Eu, que sou tão vosso amigo
Quero soltar
No ar
A voar
A emoção que está comigo
Ao ler palavras belas
Que navegam como velas
No mar da imaginação
De pequenos escritores
Coloridos
Divertidos
Especiais como flores,
Como bolhas de sabão
Como folhas de papel
Onde brincou um pincel…

Os poemas que teceram
As palavras que escreveram
Onde foi que se esconderam?
Claro!
Foram parar direitinhos
Dentro do meu coração!
Sim, que lá por ser de papel
O meu coração de livro
É um balão colorido
Cheio de riso
Por viver aqui
Neste lugar
Onde
Vocês
Me vêm
Visitar!

QUEM SOU EU, QUEM SOU EU?

Galega Encarnada disse...

Gostámos muito dos poemas, porque as palavras e os desenhos estão muito bem escolhidos.O Diogo Daniel gostou do poema do futebol, dez amigos gostaram do poema do Afonso e o Lourenço gostou do poema dos animais.
Mandamos muito beijinhos para os amigos, para a Liliana e para o Folhas e para a Ana.
Os Galegos Encarnaditos

Anónimo disse...

Olá Amigos!
Antes de mais os mus parabéns pela arte que nos ofereceram estes meninos da Sala 2!
Poemas e ilustrações tão bonitos deviam ser mostrados também a outras pessoas que ainda não têm acesso á internet. Era interessante poder mostrá-los numa exposição numa altura em que a nossa escola esteja "aberta" por exemplo aos pais e encarregados de educação em dia de festa. Também os avós iriam ficar orgulhosos estou certa disso.
Um beijinho grande para todos Ana e Folhas incluídos (tá claro!) da vossa amiga Raquel Vilar

voo do tapete disse...

Querida mãe Raquel,

Obrigado pelas palavras e pela sugestão!

Beijinhos da Ana e do Folhas

voo do tapete disse...

Ora bem! Cá temos a primeira resposta ao desafio que o Folhas lançou nesta notícia, lembram-se? Aqui fica novamente escrito:

Quem consegue enviar uma mensagem (nos comentários) aqui para esta notícia escrevendo a frase deste lencinho sem erros?

E a frase que está bordada no lencinho é assim:

Nosso
amor ade
acabar cando
esta pomba
buar

A Sala 2 já enviou a sua resposta:

Nosso
amar a de
acabar quando
esta pomba
voar

Já corrigiram o "cando" para "quando", o "buar" para "voar"... mas ainda falta!

Quem continua? Ficamos à espera!

Ana e Folhas

Sorriso Musical disse...

Folhas como é magnífico ler os poemas destas crianças: é o amor de diferentes maneiras, os desejos espelhados pelas palavras. Adorei este momento de leitura, obrigada uma vez mais.