quarta-feira, 16 de março de 2011

JÁ ANDOU POR AÍ...

A FESTA DE CONTAR À SOLTA NO AR!


A Estafeta do Conto chegou à nossa escola vinda do Jardim-de-Infância do Milharado.

Foram duas mães de meninos de lá e uma educadora, a amiga Gena, que nos vieram contar e deixar o testemunho.

Gostámos imenso, principalmente a Sala Encarnada, os nossos Galeguitos Encarnaditos, que foram a turma que acolheu a chegada da Estafeta!
Veja mais aqui 

E a história foi um conto tradicional recontado com fantoches!
Estas mães contaram "A galinha dos ovos de ouro".


Aqui fica a reportagem, deliciem-se!

video

No final foi feita a cerimónia da passagem do testemunho.
UAU!!!
Um ovo de oiro mesmo, mesmo como os que a galinha punha!


Achámos por bem oferecer a estas duas mães tão disponíveis e participativas uma lembrança cheia de miminhos nossos e do Folhas!
Para que NUNCA percam uma oportunidade como esta, de estarem presentes na escola, em actividades para bem de todos os meninos e não apenas dos seus filhos!
Isto é espírito voluntário, PARABÉNS às duas! 

O Folhas até fez uma quadra para vós! Aqui fica.

Parabéns, queridas mães
de coração MAIOR
onde cabe alegria
e um enorme AMOR!



Adorámos tê-las cá na escola e os meninos adoraram a história e o "ovo de oiro" foi muito gabado e cobiçado! :)

A Sala Encarnada, por sua vez, contou...
Veja aqui como foi...
Trouxeram uma história muito especial, pois foi de autoria de dois amigos desta sala, o Guilherme Ginja e o Lourenço.
E contaram à Sala 1.


A Estafeta é muito engraçada, pois cada sala é "ouvidora" de uma história contada por colegas de outra turma e a seguir "contadora" de uma nova história a novos colegas "ouvidores", e assim sucessivamente até a Estafeta percorrer todas as turmas interessadas em participar.

Claro que na nossa escola TODAS as turmas QUEREM participar! :)
Adoramos fazer coisas todos juntos e oferecer prendas uns aos outros!

- "Se calhar é por isso que adoramos cá estar, a nossa Escola é o MÁXIMO!!!" - está o Folhas aqui a dizer, aos saltinhos em cima da minha secretária - já o mandei estar quieto, antes que me salte para cima do teclado do computador e me estrague esta notícia toda! :(

Ai, ai, Folhas tu às vezes és malandro! Mas é por um bom motivo, estás feliz porque na nossa escola acontecem coisas maravilhosas, não é? :)

E só falta mostrar a passagem do testemunho entre estas duas salas.

                                         

De seguida foi a Sala 1 que contou.
Os "ouvidores" foram os meninos e as meninas da Sala Verde


E a história que escolheram foi "A casa da mosca Fosca", fizeram uma dramatização muito engraçada e divertida, que podem ver a seguir.

 video

E lá vai passar de novo o testemunho.

A casinha da mosca Fosca construída pela Sala 1.


Agora vai ser a Sala Verde a contar!

A Sala Verde contou uma história sobre sopinha!
A Marta não gostava de sopa, mas depois... enamorou-se do Chico.
Querem saber quem é o Chico?
Venham ler a história que está à vossa espera aqui na biblioteca.

O nome da história é "Come a sopa, Marta!"

E foi lida/contada pela educadora Margarida e por alguns meninos! A Sala Amarela ouviu com muita atenção!

video

No final passou-se de novo o testemunho

O Chico (o tal amigo que vive no fundo do prato da sopa...) visto pela Sala Verde.

E agora, os próximos contadores vão ser os meninos e meninas da Sala Amarela.


A história que eles contaram foi esta. Chama-se "O leão e o canguru".


E quem ouviu foi a Sala 6.

video

E cá está ela, uma nova cerimónia de passagem do testemunho para os próximos contadores, a Sala 6.

A máscara do leão desta história foi deixada pela Sala Amarela



Os contadores da Sala 6 apresentaram uma história super bem-humorada, do António Torrado, chamada "A mania das pressas". É um conto incluído neste livro:

Foi hilariante, como podem ver nas fotos!
Divertimo-nos imenso a contar esta história (ficheiro do Colégio Santa Clara)! 
E até aconteceu um desafio... Já dizemos qual foi.
Afinal não vamos dizer, vejam o "filme", que está lá...

video

E um obrigadão à Inês Gomes que fez de repórter fotográfico e tirou umas fotografias ESPECTACULARES, dos momentos mais hilariantes desta "Hora do Conto" da nossa Estafeta! :D
O Folhas fartou-se de rir, tanto que ia descolando a capa!

E agora cá temos a nova passagem do testemunho.

Cá temos um dos simpáticos cágados desta história...

E agora a nossa estafeta ficou nas mãos da Sala 5.
Escolheram a história As filhotas de Dona Centopeia.
E quem veio ouvir foi a Sala 4.


Aqui fica a reportagem.

video

E aqui está a simpática centopeia construída pela Sala 5.


A Sala 4 contou a lenda do milagre das rosas. É uma lenda da nossa História, conta o encontro entre El-Rei D. Dinis e sua esposa, a Rainha Dona Isabel...
Quem ouviu foi a Sala Azul.
Ora vejam como foi.

video

A passagem do testemunho entre as duas salas foi assim:


E chegou a vez da Sala Azul contar. Quem ouviu foi a Sala 2. Aconteceu assim:

video

De seguida houve mais um testemunho a passar.


E eis chegada a vez da Sala 2 contar à Sala 3.
E com esta sessão a Estafeta termina a sua passagem por todas as salas da nossa escola e de seguida irá para o Jardim-de-Infância da Charneca, mas essa parte contaremos mais tarde...

video

E finalmente chegou o dia de levar a Estafeta para outra escola do nosso agrupamento, para que esta maravilhosa viagem de contar continue o seu trajecto! Já sabem que a escola que nos coube para passar o testemunho foi o JI da Charneca... E lá fomos nós!

Como foi a Sala 3 a última sala da nossa escola a ouvir uma história, claro que ficou com a responsabilidade de passar o testemunho, representando a nossa escola!


E para terminar agradecemos à mãe que nos transportou. Sem ela não teria sido possível ir à Sala Verde do JI da Charneca contar a História do dragão, inventada pela Sala 3.

Resta-nos dizer: para o ano há mais!

1 comentário:

Galega Encarnada disse...

Olá Ana e Folhas
Agora é que vim ver com mais atenção esta notícia e é para dizer que eu e os meninos da Sala Encarnada gostámos muito desta actividade e gostámos muito da história que as mães do Milharado vieram contar.
Mil beijinhos e cá ficamos à espera de mais actividades boas ...
Beijinhos,

Leonor (hoje sou mesmo só eu a escrever!)